#Resenha - A lista Negra - Jennifer Brown

quinta-feira, outubro 15, 2015


Hey galera tudo bem?

Alguém ai já ouviu falar do livro A lista negra? Eu não. Mas como estava sem nenhum livro para ler pedi minha prima alguns emprestados e assim que tive uma folga da faculdade comecei a ler. Geente, vocês devem ler esse livro, ele é incrível, me apeguei a ele logo nas primeiras páginas.

Mas sobre o que fala o livro mesmo?

Abril. Um mês que, inevitavelmente, será sempre lembrado pelo horror de massacres ocorridos em escolas por jovens: 20 de abril de 1999, Columbine, Estados Unidos; 26 de abril de 2002 , Erfurt, Alemanha; 16 de abril de 2007, Virginia Tech, também nos EUA; e 7 de abril de 2011, Realengo, Brasil. Além desses, muitos outros já ocuparam os noticiários do mundo inteiro, chocando pela violência com que jovens assassinam seus próprios colegas. É com um noticiário como esse que o romance A lista negra abre suas páginas.

Lançado agora no Brasil pela Editora Gutenberg, a obra Jennifer Brown é uma ficção que mergulha no mundo juvenil repleto por situações marcadas pelo bullying, preconceito e rejeição. Essa é a história de Val e Nick. Eles são dois adolescentes que se conhecem no primeiro ano do ensino médio e se identificam de imediato. Val convive com pais ausentes, que brigam o tempo todo e só criticam suas roupas e atitudes. Nick tem uma mãe divorciada que vive em bares atrás de novos namorados. Os dois são alvo de bullying por parte de seus colegas do Colégio Garvin.

Nick apanha dos atletas e Val sofre com os apelidos dados pelas meninas bonitas e populares. Ambos compartilham suas angústias num caderno com o nome de todos e tudo que odeiam, criando um oásis, um local de fuga, um momento de desabafo, pelo menos para Val.

Já Nick não encara a lista e os comentários como uma simples piada. Há alguns meses, ele abriu fogo contra vários alunos na cantina da escola. Atingida ao tentar detê-lo, Valerie também acaba salvando a vida de uma co¬lega que a maltratava, mas é responsabilizada pela tragédia por causa da lista que ajudou a criar. A lista das pessoas e das coisas que ela e Nick odiavam. A lista que ele usou para esco¬lher seus alvos.

Porque mesmo eu achei a história incrível?

O que eu posso dizer é que essa dor é real. As pessoas passam por isso ou já passaram, e o livro mostra que o Bullying é coisa séria e tem consequências graves. Você não sabe o impacto que tem sobre a vida das pessoas o olhar negativo ou o comentário maldoso. Isso pode acarretar muita coisa negativa para a vida das pessoas, muitos se excluem e entram em depressão o que pode acarretar o suicídio, muitas vezes por se sentir inútil ou por não encontrar sentido na sua vida. E acredito que você não quer ser o responsável por isso, então vamos parar com todo esse ninho de bullying que se chama escola regular. Vamos disseminar o amor.

O personagem do livro fez o que fez não por querer que todos morressem, mas por acreditar que aquela era a única forma de curar toda a dor que estava sentindo. Você se perde na maldade dos outros, você se transforma e tudo que você precisa para viver é que eles parem. Com a dor da depressão é a mesma coisa, você não quer morrer, só quer se livrar do sentimento de incompetência que existe em você.

Mas, já pensou em quem fica? O livro mostra como tudo ficou complicado depois do massacre. Como todos culparam a namorada que ajudou a montar a lista, como ela encarou tudo isso e como seguiu em frente e ajudou a todas as vitimas a seguir também. Não é um conto de fadas, mas é uma realidade que precisa ser encarada.

  • Para quem quiser comprar ele está de R$20,80 na Saraiva ou baixar no site LeLivros.

O que acharam do livro? Já leram? Deixe nos comentários o que acharam do livro.

0 comentários:

Postar um comentário