5 filmes reflexivos que você deve assistir!

domingo, fevereiro 07, 2016
Olá pessoas, como vocês estão? Hoje trago uma lista de 5 filmes INCRÍVEIS que vocês precisam assistir. São produções que nos fazem refletir sobre a sociedade em que estamos inseridos. Nos fazem pensar nas lutas sociais e no quanto ainda temos que evoluir. Algumas falam sobre o amor, outras sobre direitos, outras sobre os dois. Espero que gostem, assistam e que possam absorver o que esses filmes tem a passar!

1 - As Sufragistas


Você acha que feminismo é "vitimismo" ou "mimimi"? Então você precisa mudar os seus conceitos. Esta produção foi lançada em 2015 e conta a história de um grupo de mulheres feministas do início do século XX, no Reino Unido. Elas se reuniram e decidiram lutar pelo voto feminino, porém com um tipo de protesto direto e mais "radical". Na história, Maud Watts é operária numa grande lavanderia e, por influência de uma amiga, acaba começando a frequentar o grupo e se torna uma das principais militantes deste. O filme conta com grandes atrizes, como Carey Mulligan, Helena Bonham-Carter e Meryl Streep. Eu assisti nos últimos dias e só tenho uma palavra para descrevê-lo: emocionante. Chorei e me senti na pele destas mulheres. É incrível como sempre fomos vistas como seres inferiores e que nossos principais direitos só foram conquistados com muita luta e revolta. Vale muito a pena. É empoderador! Assistam e reflitam. Mulheres, nós podemos. Sempre. Não deixemos que nos digam que somos "diferentes" por sermos do gênero feminino. 

2 - Histórias Cruzadas


Esse filme é DEMAIS! Lembro que o assisti por um canal da TV fechada, sem ter lido resenha ou visto o trailer antes. Me surpreendi. "Histórias Cruzadas" foi lançado em 2011 e a história se passa nos anos 60, no estado do Mississipi, Estados Unidos. Skeeter, personagem de Emma Stone, é uma escritora que decide entrevistar mulheres negras que trabalham para a elite branca - inclusive ela mesma é privilegiada e faz parte desta elite. Aibileen Clark (Viola Davis - uma atriz incrível que também é protagonista da série "How To Get Away With Murder") é a primeira a ceder seu depoimento, contando como é trabalhar na casa de uma das amigas de Skeeter. Juntas, acabam conseguindo ainda mais adesões e incomodando a sociedade, visto que, na época, o racismo era extremamente evidente e muitos negros eram perseguidos - infelizmente, hoje em dia, isso ainda existe. Eu acho muito valiosa essa história e com certeza vocês devem assistir! É um daqueles filmes que a gente fica refletindo por um bom tempo e nos toca de maneira direta. Recomendo, sem dúvidas!

3 - Que Horas Ela Volta?


O filme passou recentemente na Globo e a produção é de 2015. Nele, é contada a história de Val (Regina Casé), uma pernambucana que se mudou para São Paulo em busca de uma vida melhor, trabalhando numa casa da elite paulista e tornando-se babá do filho do casal de moradores, Fabinho. Deixando sua filha Jéssica para trás, após 13 anos, esta liga para sua mãe pedindo para ir para a capital, a fim de prestar uma prova de vestibular - a qual Fabinho também irá fazer. Os "patrões" de Val a recebem bem, porém, ao longo da história, é nítido o incômodo dos moradores ao ver a menina quebrando algumas "regras" da casa. Eu achei a produção incrível justamente por mostrar como mulheres pobres - e muitas vezes negras - são exploradas no trabalho doméstico, mesmo com a desculpa de "serem quase da família". Achei ótimo também por ser um "tapa" na cara da nossa sociedade privilegiada, que acaba dependendo do serviço de terceiros por achar que não deve fazer aquele trabalho que "não é digno de ricos". Recomendo e, se quiserem assistir, tem o filme completo no YouTube!

4 - Hoje Eu Quero Voltar Sozinho


"Hoje Eu Quero Voltar Sozinho" é um filme de 2014 que conta a história de um jovem cego, Leonardo, personagem de Guilherme Lobo. Sua mãe é superprotetora, porém também incentiva sua independência de alguma forma. Ao longo da trama, ele conhece Gabriel e, aos poucos, percebe seus sentimentos mudando em relação ao amigo. Assim, ele começa a conhecer sobre si mesmo, o amor e sua própria sexualidade. Eu achei uma história muito boa por nos fazer olhar de maneira diferente a vida com uma deficiência física, ao mesmo tempo que nos dá um "tapa" sobre a descoberta do amor. Com certeza é um filme que indico! Representação importa e preconceito não está com nada!!!

5 - A Garota Dinamarquesa


Essa é a grande aposta para o Oscar 2016. O filme ainda não lançou, porém promete ser incrível!! Nele, é contada a história de Lili Elbe, personagem de Eddie Redmayne, mulher trans dinamarquesa a ser a primeira a fazer uma cirurgia de resignação sexual. Casada com Gerda, a trama mostra a emoção e os momentos difíceis de Lili ao se descobrir como mulher. O que eu acredito ser o melhor ponto do filme é a questão da representação trans. Para quem não lê muito sobre o assunto, atualmente - e ao longo da história mundial - as pessoas transexuais (que não se identificam com o gênero com o qual nasceram) sofrem muito preconceito e dificilmente possuem oportunidades de melhorar de vida na sociedade. Marginalizadas, muitas são expulsas de casa ainda jovens e, por não terem o acompanhamento adequado, se sentem mal por estarem em tal condição. Além disso, o índice de assassinatos causados por transfobia é muito alto, principalmente no Brasil. Dessa forma, ter um filme que mostra sobre a questão da transexualidade ainda no século XX é importantíssimo! O único ponto negativo que está sendo apontado pelas pessoas trans é a questão de o protagonista escolhido ser um homem cisgênero, e não uma mulher transexual. De qualquer forma, não percam essa produção! Tenho certeza que todos nós refletiremos muito com ela!

Bom, pessoal, espero que tenham gostado da lista! Por hoje é isso. E vocês? Já assistiram algum destes ou tem algum filme pra indicar? Conte para nós aqui nos comentários!

Até a próxima,

Isabela.

0 comentários:

Postar um comentário