Você pode até cruzar o mundo, mas...

segunda-feira, maio 29, 2017


Conheço um casal que namorava há anos e anos e faz uns meses que terminaram. Doeu até em mim essa separação. Tanto tempo juntos e agora 'tchau'. Cada um para o seu canto. Estranho, não é? Mas acontece. De fora da história comecei a refletir que o ser humano é pequeno demais para encarar a eternidade, e grande o bastante para se acostumar com a rotina. Talvez seja por esse motivo que tantos relacionamentos não duram, não sei. Eles precisavam desse adeus, pensei.

Um novo ano entrou, novos planos surgiram. Ele continuou no trabalho, fazendo novas viagens e contando histórias incríveis. Ela ficou mais desligada, independente e muito mais bonita. Novas amizades na vida dos dois, novas paixões, novas emoções. Outro ano entrou e quase já não se lembravam mais dos dois juntos. Ele terminou a faculdade, ela foi passar uma temporada em outra cidade.

Outro dia fomos todos chamados para uma festa. Ambos estavam. Depois de alguns anos separados, ali foi o primeiro reencontro. Eu não pude deixar de reparar a troca de olhares constante dos dois. Conversaram a noite toda e vi um sorriso no rosto dela, que não existia durante todo esse tempo em que se distanciaram.

Ele me contou que tinha chamado ela para jantar e, desde então, eles não se desgrudaram mais. Encontrei ela no shopping um dia desses, e com um sorriso no rosto, me disse: "Conheci um novo amor, e continua sendo a mesma pessoa."
Então comecei a entender que o amor é um senhor teimoso de braços cruzados, emburrado até conseguir o que quer.

Pensei:
Você pode até cruzar o mundo.
Virar do avesso.
Mudar seus gostos
Seus planos.
Pode até casar novamente.
Ter filhos e mudar de cidade.
Mas o que tiver que ser seu, sempre será.
Não adianta brigar com o amor, ele até pode dar um tempo, uma trégua, mas quando ele escolhe duas vidas, ambas viram bússola uma da outra. Não se perdem e tampouco se desconectam.

Texto: Yasmin V. 

Um comentário:

  1. De uma maneira sutil o texto traz a sensação de "conheço esse casal" mesmo sem conhecer. Amei a história, amei o texto! Me trouxe uma sensação gostosa, rs, sei lá porque...

    Um beijo enorme <3
    www.quaseaurora.com

    ResponderExcluir